Alexandre Carlo

Alexandre Carlo


ALEXANDRE CARLO  Quartz  release
O ponto de partida é o Partido Alto. Referência da localidade de sua raiz paterna lá no bairro de Madureira no Rio de
Janeiro. Alexandre Carlo vocalista da banda de reggae brasiliense NatiRuts apresenta seu projeto solo “Quartz ”,
restaurando a Black Music de Brasília. Esse compositor da recente geração da música brasileira que tanto decanta o
seu talento, ora como músico, ora como pesquisador, propõe uma fusão dos elementos do samba com outros acuros
do Soul e do Funk’ norte americano, proveniente de sua frutífera convivência com os numerosos vinis de James Brown,
Jorge Ben e Earth Wind and Fire que faziam parte do acervo de seu pai.
A sinergia revisitada e ampliada desse trabalho começa com um sunset pluralizado em “Venha me encontrar ”. Música
que abre um portal de referências com o imaginário da Banda Black Rio e dos clássicos bailes charmes do Clube Pandiá
no setor militar em Brasília, na década de 70, que se moviam com os passos de uma “A.R.U.C” brasiliense ; a
celebração dos encontros. No single “Last Night ” a vulcânica e exímia participação do rapper paulistano Rashid, chega
simultaneamente dançante e suave desvendando às novas rotas sutis de um amor noturno.
Na groove-balada “Comment Allez Vous” a senha é dada aos cavalheiros de plantão, que disponibilizam seus ouvidos
aos carinhosos olhares de suas amadas, com um leve exercício de atenção, aliado, às novas formas de poesias líquidas
dos melhores vinhedos do mundo. A contagiante “Tava com saudade” pulsa num suingue analógico, antenada na lógica
digital da criatividade percussiva brasileira, magnetizando os sentidos na camada sonora do funk carioca. Alexandre
consolida sua visão de artista múltiplo convidando minuciosamente um seleto manancial de talentos de Brasília como
Ellen Oléria, Felipe Portilho, Leander Motta entre tantos outros parceiros, que imprimiram um vigor único com
participações no projeto, convergindo com o extraordinário polimento musical do engenheiro de som e parceiro Daniel
Félix.
O álbum traz uma esteira musical que sempre permeou esse talentoso compositor da música brasileira fora do reggae.
Uma linguagem simples e sofisticada como no paralelo profético “audiovisceral” de Renato Matos, Athos Bulcão, Lúcio
Costa e Oscar Niemayer que já se impressionaram com o desafio de ao pôr do sol, olhar para o céu e não apenas ver um
mar sem som. Alexandre catalisa a Brasília da rocha indígena, carioca, paulista, baiana etc. lapidadas nas batucadas
genealógicas desse novo brilho de samba funk genuinamente brasiliense. Uma revigorante elegância que entrará sem
pressa nos ouvidos curiosos, como uma nova terapia de arrefecimento na cervical da música brasileira. Inspiração para
os novos desenhos de som para auto estima, reconhecida tanto nos batuques por meio da caixinha de fósforo, como
nos sorrisos panorâmicos desse poeta, que sempre observa os quatro cantos do ouvido da vida brasileira em varais de
poesia ambulante.
Hélio Rodrigues - Jornalista
Add to list
Free
90
4.5
User ratings
8
Installs
100+
Concerns
0
File size
10372 kb
Screenshots
Video of Alexandre Carlo Screenshot of Alexandre Carlo Screenshot of Alexandre Carlo Screenshot of Alexandre Carlo
About Alexandre Carlo
ALEXANDRE CARLO  Quartz  release
O ponto de partida é o Partido Alto. Referência da localidade de sua raiz paterna lá no bairro de Madureira no Rio de
Janeiro. Alexandre Carlo vocalista da banda de reggae brasiliense NatiRuts apresenta seu projeto solo “Quartz ”,
restaurando a Black Music de Brasília. Esse compositor da recente geração da música brasileira que tanto decanta o
seu talento, ora como músico, ora como pesquisador, propõe uma fusão dos elementos do samba com outros acuros
do Soul e do Funk’ norte americano, proveniente de sua frutífera convivência com os numerosos vinis de James Brown,
Jorge Ben e Earth Wind and Fire que faziam parte do acervo de seu pai.
A sinergia revisitada e ampliada desse trabalho começa com um sunset pluralizado em “Venha me encontrar ”. Música
que abre um portal de referências com o imaginário da Banda Black Rio e dos clássicos bailes charmes do Clube Pandiá
no setor militar em Brasília, na década de 70, que se moviam com os passos de uma “A.R.U.C” brasiliense ; a
celebração dos encontros. No single “Last Night ” a vulcânica e exímia participação do rapper paulistano Rashid, chega
simultaneamente dançante e suave desvendando às novas rotas sutis de um amor noturno.
Na groove-balada “Comment Allez Vous” a senha é dada aos cavalheiros de plantão, que disponibilizam seus ouvidos
aos carinhosos olhares de suas amadas, com um leve exercício de atenção, aliado, às novas formas de poesias líquidas
dos melhores vinhedos do mundo. A contagiante “Tava com saudade” pulsa num suingue analógico, antenada na lógica
digital da criatividade percussiva brasileira, magnetizando os sentidos na camada sonora do funk carioca. Alexandre
consolida sua visão de artista múltiplo convidando minuciosamente um seleto manancial de talentos de Brasília como
Ellen Oléria, Felipe Portilho, Leander Motta entre tantos outros parceiros, que imprimiram um vigor único com
participações no projeto, convergindo com o extraordinário polimento musical do engenheiro de som e parceiro Daniel
Félix.
O álbum traz uma esteira musical que sempre permeou esse talentoso compositor da música brasileira fora do reggae.
Uma linguagem simples e sofisticada como no paralelo profético “audiovisceral” de Renato Matos, Athos Bulcão, Lúcio
Costa e Oscar Niemayer que já se impressionaram com o desafio de ao pôr do sol, olhar para o céu e não apenas ver um
mar sem som. Alexandre catalisa a Brasília da rocha indígena, carioca, paulista, baiana etc. lapidadas nas batucadas
genealógicas desse novo brilho de samba funk genuinamente brasiliense. Uma revigorante elegância que entrará sem
pressa nos ouvidos curiosos, como uma nova terapia de arrefecimento na cervical da música brasileira. Inspiração para
os novos desenhos de som para auto estima, reconhecida tanto nos batuques por meio da caixinha de fósforo, como
nos sorrisos panorâmicos desse poeta, que sempre observa os quatro cantos do ouvido da vida brasileira em varais de
poesia ambulante.
Hélio Rodrigues - Jornalista

User reviews of Alexandre Carlo
Write the first review for this app!
Android Market Comments
No comments in the Android market yet